Categorias
Análise

A Mensagem do Livro de Obadias

Ícone Oriental representando o Profeta Obadias

Introdução

A Bíblia nos diz que quando Caim matou Abel, o Senhor Deus foi até ele para saber onde estava seu irmão. 

A resposta de Caim foi chocante e desastrosa:

“Por acaso sou responsável pelo meu irmão?”

(Gênesis 4.9). 

O fato é que, para Deus, até mesmo o ato de permanecer indiferente enquanto pessoas inocentes é envolver-se com o crime. 

Edom, vizinho e parente de Judá, teve prazer em assistir à destruição de Jerusalém pelos babilônios e participou dela. 

Por esse motivo, o profeta Obadias responsabiliza Edom por seus atos. Esses tipos de injustiças e maldades serão sempre seguidos da retribuição divina, pois Deus é o Juiz de todo o universo.

Resumo do livro de Obadias

O livro de Obadias é estruturado em torno de dois temas correlatos: a destruição de Edom e a justificação e restauração de Judá

Com apenas um capítulo, Obadias é o menor livro do Antigo Testamento. Na introdução, nos é dito que um mensageiro é enviado para convocar a nação para lutar contra Edom (Ob 1:1) e, então, o julgamento dos edomitas é anunciado (Ob 1:2–9).

Os pecados cometidos por Edom que levaram a esse terrível juízo foram o orgulho e crueldade

A derrota de Edom acabaria de vez com o orgulho dessa nação, que vivia aparentemente protegida por causa de sua localização geográfica. Essa posição geográfica, com um certo privilégio, fez dos edomitas um povo altivo e soberbo. 

Os versos 10 a 14 nos oferecem uma série de condenações, os motivos para a humilhação de Edom.

A nação de Edom, que descendia de Esaú, tinha para com seu irmão Jacó um dever que ela não só havia ignorado, mas ativamente rejeitado durante a destruição do povo de Deus.

Já nos versos 15 a 21, o profeta antevê o dia do Senhor (Ob 1:15), que culminará com seu reino universal (Ob 1:21). Com isso, ele prevê o Dia do Juízo Final, e o dia em que Deus será tudo em todos (1Coríntios 15:28)

Conclusão

Aqueles que praticam o mal sofrerão suas consequências. A semente do mal que Edom semeou voltou sobre sua própria cabeça.

Com isso, aprendemos que a vida é uma semeadura. Como diz o provérbio: “Se semeia vento, colhe tempestade”.

Devemos sabe dessa realidade: o que fazemos hoje determinará o nosso destino amanhã.

Aqueles que sofreram injustamente serão restaurados (Ob 1:17–21). O povo de Jerusalém voltará a possuir a terra dos seus antepassados, suas fronteiras serão ampliadas em todas as direções.

Enquanto isso, os edomitas serão punidos como exemplo do que acontece com aqueles que se opõem ao governo divino. Então, o mundo inteiro reconhecerá que o Senhor é Deus.

A mensagem de Obadias é um alerta de Deus às nações, às instituições humanas, às igrejas e também a todos os homens, mostrando que Deus resiste ao soberbo. O mal que o ímpio pratica contra os outros, esse mesmo mal cairá sobre sua própria cabeça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *